Saiba mais sobre a interferência das ondas eletromagnéticas

As ondas eletromagnéticas estão presentes em quase toda parte do nosso dia a dia. Conheça mais detalhes

Texto Edgar Melo | Adaptação Isadora Couto | Foto Shutterstock 

Saiba mais sobre a interferência das ondas eletromagnéticas

 

Elas estão espalhadas na atmosfera e ninguém as vê, isso não quer dizer, no entanto, que as ondas eletromagnéticas sejam inofensivas. Emitida por equipamentos elétricos e eletrônicos, esse tipo de energia ocupa o espaço, atravessa qualquer tipo de matéria viva ou inorgânica e produz uma poluição imperceptível, capaz de influenciar o comportamento celular do organismo humano. O uso da energia elétrica e eletromagnética tornou-se tão arraigado no cotidiano das grandes cidades, que já não é possível se privar do contato com elas.  Além dos telefones celulares, os aparelhos eletrodomésticos e as linhas de alta tensão estão por toda parte.

“Vivemos em um micro-ondas gigante”, diz o cientista, pesquisador do Sistema Integrado da Terra,  filósofo noosférico e engenheiro de sistemas de teleautomação Boris Petrovic, ao alertar sobre o impacto da presença dos campos e das radiações eletromagnéticas. Petrovic explica que o corpo humano não foi preparado para lidar com as interferências das radiações e dos campos eletromagnéticos. O engenheiro esclarece que tanto os celulares quanto qualquer outro tipo de comunicação sem  o como Wifi e bluetooth  utilizam ondas de radiofrequência para transmitir dados ou voz. Essas ondas são de comprimento muito baixo e são chamadas de micro-ondas. Essa tecnologia é a mesma dos fornos de micro-ondas, usados para aquecer alimentos por atrito das moléculas de água.
Revista Geografia | Ed. 64